Friday, 20 March 2015

dia 1

ANTÓNIO REIS, MARGARIDA CORDEIRO, Trás-os-Montes

“In the spring, at the end of the day, 
you should smell like dirt."
MARGARET ATWOOD, Bluebeard's Egg

Thursday, 19 March 2015

KEITH ARNATT, self-burial

And I will look down and see my murmuring bones and the deep water like wind, like a roof of wind, and after a long time they cannot distinguish even bones upon the lonely and inviolate sand.
WILLIAM FAULKNER, The Sound and the Fury
MAIRA KALMAN
FRANCESCA WOODMAN

"Dizer ao mesmo tempo: aí estive eu, aí nunca estive."
MARIA FILOMENA MOLDER
O que está escrito aqui [...] são restos de uma demolição de alma, são cortes laterais de uma realidade que me foge continuamente. Esses fragmentos de livro querem dizer que eu trabalho em ruínas
Eu sei que este livro não é fácil, mas é fácil apenas para aqueles que acreditam no mistério. Ao escrevê-lo não me conheço, eu me esqueço de mim. Eu que apareço neste livro não sou eu. Não é autobiográfico, vocês não sabem nada de mim. Nunca te disse e nunca te direi quem sou. 
Eu sou vós mesmos. 
CLARICE LISPECTOR, Um sopro de vida (pulsações)

night time


(...) continual reminders of the fragility that feelings and yearnings nocturnally based must pay as their price for existing without an anchor in the business-hours.
Quatre nuits d'un rêveur, ROBERT BRESSON 
“Without sound, celebration and grief look nearly the same.” 
BEN MARCUS

"i haven't been leaving the house much."
ANDY GRELLMAN

les hautes solitudes

∵∴
Anaïs Nin e o marido Hugo

Um dia perguntei-te
- Que queres de mim?
Respondeste
- O teu avesso
MARTA CHAVES
E ela diz-me ela
se a memória não me falha
pedem tanto a espera
pedem tanto a quem ama
pedem: o amor ainda
pedem a solidão, a loucura
não achas que ele merece o prémio
mesmo calando mais uma vez
toda uma academia?
gandas mariquinhas
NUNO MOURA, Carimbos & Tauagens, Lda
Oh, how lonely it was in the open country at night, in the midst of that singing when you cannot sing yourself; in the midst of the incessant cries of joy when you cannot yourself be joyful, when the moon, equally lonely, indifferent whether it is spring or winter, whether men are dead or alive, looks down…
ANTON CHEKHOV, The Steppe
Ser, às vezes sangra. 
CLARICE LISPECTOR, A Descoberta do Mundo
Eu vi-a contorcer-se. 
Eu vi-a gritar. 
Eu vi a glória no seu olhar. 
Eu próprio anseio pela amor e pela luz. 
Mas deverão vir assim? 
Ele tão cruel, ela tão brilhante?
LEONARD COHEN, 
59 Canções de Amor e Ódio e Um Poema Sobre Portugal

Sunday, 15 February 2015